Os Alckmistas Estão Chegando

September 11, 2016

         No dia 05 de setembro segunda-feira,  o juiz do Tribunal de Justiça de São Paulo Rodrigo Tellini de Aguirre Camargo decidiu soltar 18 dos 26 jovens detidos pela Polícia Militar antes da manifestação contra o governo Michel Temer e por eleições diretas em São Paulo (SP) .

 

             A decisão do magistrado refere-se aos 18 jovens maiores de 18 anos.

 

          Em sua decisão, o magistrado criticou a ação da Polícia Militar: "O Brasil como Estado Democrático de Direito não pode legitimar a atuação de praticar verdadeira 'prisão para averiguação' sob o pretexto de que estudantes poderiam, eventualmente, praticar atos de violência e vandalismo em manifestação ideológica." 

 

              A justificativa do Magistrado tem um fio de esperança para aqueles, que querem protestar contra qualquer forma de tirania em um estado democrático de direito. As iniciais do  juiz do Tribunal de Justiça de São Paulo Rodrigo Tellini de Aguirre Camargo são as seguintes: "Este tempo, felizmente, já passou".

 

               O juiz expressa em sua decisão, bem como destaca  "que a prisão dos indiciados decorreu de um fortuito encontro com policiais militares que realizavam patrulhamento ostensivo preventivo, e não de uma séria e prévia apuração, de modo que qualificar os averiguados como criminosos à míngua de qualquer elemento investigativo seria, minimamente, temerário", escreveu o juiz em sua decisão."

 

           O magistrado também acrescentou que: "não há, mínima, prova, de que todos se desconheciam." 

 

       Mesmo dia, pais de alguns adolescentes presos, enviaram uma carta solicitando a soltura, bem como questionando a falta de comunicação  com os seus filhos, as arbitrariedades cometidas pelos policiais e pede a liberdade dos jovens presos em ação ainda sem justificativa da Polícia Militar.

 

           Conforme nossas pesquisas, a carta foi em vão, pois o governador Geraldo Alckmin do PSDB de São Paulo, mostrou-se indiferente aos fatos, e homologa uma nota enviada a imprensa por parte da SSP, no qual afirma que: 

 

            "A SSP informa que 18 maiores foram indiciados por associação criminosa, formação de quadrilha ou bando e corrupção de menores. Eles foram encaminhados para a audiência de custódia."

 

               "Também houve o registro de ato infracional por formação de quadrilha ou bando e receptação para cinco menores." 

 

               A SSP-SP justifica que: "Os menores foram ouvidos pela polícia acompanhados dos responsáveis e encaminhados para a Vara da Infância e Juventude. Com relação a reclamação dos pais de que não teriam tido acesso aos seus filhos, o Deic esclarece que a lavratura do Auto de Prisão em Flagrante foi acompanhado dos responsáveis pelos menores." bem como que:  "O interrogatório foi realizado na presença de quatro advogados e dos responsáveis."

 

              Nós Argonautas, acreditamos que a liberdade de expressão deve ser respeitada, e que o trabalho da policia de São Paulo deve ser pautado, no direito e na legalidade, para que não haja perda de legitimidade e credibilidade das corporações junto a população.  

 

         E sabemos, por diversas fontes que a policia de São Paulo, é uma das mais bem preparadas para enfrentar protestos políticos no país, mas fato como esse tem demonstrado que alguns procedimentos serão questionados pela população e por magistrados.

 

          Para sua reflexão segue um vídeo polêmico, que faz uma dura critica a politica do governador de São Paulo Geraldo Alckmin do PSDB e os procedimentos que as corporações militares  usam para conter as manifestações, o vídeo se chama "Os Alkimistas Estão Chegando"

 

"Os Alckmistas Estão Chegando"

 

 

 Como ponto de partida, segue um vídeo de tática asiático para conter protestos violentos, diferente da Tática do ‘kettling’ e da taica “tropa do braço” adotadas no Brasil.

 

 

Tática Asiática

 

 

 

 

Please reload