Dead Kennedys genuínos "Fake Punk"

May 1, 2019

Desde a minha infância sabemos quem são os Punks, bem como seus estigmas de phodões, maltrapilhos, revoltados, vagabundos, alguns violentos, tradicionalmente contra o sistema, com uma personalidade forte, posicionamento firme e honesto com seus ideais, em síntese são sujeitos dignos de admiração.

 

É assim no sentido mais coloquial da palavra, porém, no conceito clássico o movimento “Punk é um movimento artístico de contracultura, disseminado principalmente através da música e da sua ideologia que defendia o antiautoritarismo, a liberdade anárquica, a oposição ao consumismo, entre outros pensamentos revolucionários”. Sempre foi assim e sempre será assim.

 

Nesta linha da história Punk temos algumas bandas que não saem da nossa cabeça, como os caras do Black Flag,  Misfits, Social Distortion, Bad Religion,  Bad Brains, Iggy And, The Stooges,  The Clash, The Sex Pistols e os irmãos Ramones. Acreditamos que essas são genuínas bandas punk, bandas que não traíram o movimento, que sempre foram respeitadas ao longo da história, eram powhas loucas e estavam firme contra o sistema, enfrentando tudo e todos e levando muito pau da polícia e do sistema.

 

Quando nos referimos ao mundo da musica punk nos lembramos destes caras e destas lendas, isso sem falar em um dos berços deste estilo musical o famoso bar “CBGB” ou “CBGB & OMFUG”, sigla para Country, Bluegrass, and Blues and Other Music For Uplifting Gormandizers,  localizado no bairro East Village, em Manhattan na cidade de Nova Iorque”.

 

Mas, o mundo gira e alguns punk de ontem tornam-se os reacionários de hoje. Sendo assim, para esses reacionários criamos um neologismo: “Fake Punk” um novo conceito de banda punk diferente do que atribuímos às lendas acima.

 

Mas o que é uma banda “Fake Punk”?  

 

É aquele tipo de banda que parece punk, tem música punk de grande sucesso, se vestem como punk, posam para fotos com atitudes punk e em algumas vezes mostram o dedo do meio, se dizem revoltados como punk,  se parecem phodões, maltrapilhos, drogados, simulam que são violentos, porém não são powha nenhuma, e tão pouco estão contra o sistema, só fazem tipo de punk para fins mercadológico.

 

Os “Fake Punks”estão na categoria “parece, mas não é”.

 

Neste sentido atribuímos esse neologismo “Fake Punk” aos caras do “Dead Kennedys”, um bando de anciões que devem usar fraldas geriátricas com medo do sistema, essa turma foi formada na década de 70 na cidade de São Francisco, Califórnia.

 

Atribuímos este neologismo ao ”Dead Kennedys” pelo papelão que fizeram com um dos grandes talentos da ilustração de nosso país e do mundo, o publicitário alagoano Cristiano Suarez. O cara é um ninja da ilustração, além de ser reconhecido internacionalmente pelo seu talento, profissionalismo e generosidade.

 

Os caras do ”Dead Kennedys” literalmente deixaram nosso talento com um grande abacaxi nas mãos, o abandonaram diante de uma grande polêmica, o cartaz que nosso artista fez a pedido da banda Fake Punk ”Dead Kennedys”, para divulgar a turnê no Brasil no mês de maio de 2019, gerou muita confusão e está sendo um grande desafio para o Cristiano lidar após a repercussão do cartaz.

 

 A arte é muito boa e reflete a tradicional família brasileira nestes tempos maniqueistas, porém, a banda que contratou nosso talento é desprovido de coragem, dignidade e solidariedade para com nosso artista, bem como espírito dos tradicionais Punks.

 

E de pronto, somos solidários com o Artista Suarez, diante da omissão e covardia praticada pela   banda “Fake Punk” “Dead Kennedys”. Os caras contrataram o serviço do Cristiano, publicaram no site oficial da banda, e, após alguns minutos, perceberam que o cartaz não agradou os bolsominions e a família tradicional brasileira, os defecantes da banda “Fake Punk” roeram a corda e deixaram o Cristiano Suarez literalmente na mão, para homologar a covardia e a grande sacanagem, tiraram o cartaz do site oficial da banda e emitiram uma nota cretina responsabilizando o produtor do show no Brasil e cancelaram a turnê pelo Brasil.

 

Mas pera aí?

 

Como que os produtores no Brasil tinham acesso ao site oficial da banda para postar alguma coisa sem o consentimento da banda Fake Punk?

 

Só com este questionamento já conotamos e categorizamos como uma genuína banda “Fake Punk”, para homologar e coroar o título banda “Fake Punk” eles emitiram uma nota aos moldes tradicionais elitistas sistêmicos transferindo a culpa para terceiros.

 

A nota foi publicada no facebook na página oficial banda Dead Kennedys, no dia 22/04/2019 ás 20:16 e ficou lá por alguns minutos, porém foi apagada, bem como todos os comentários publicados sobre o fato ocorrido.

 

A nota da Band Fake Punk Dead Kennedys diz o seguinte:

 

“Chegou até nós do Dead Kennedys um pôster lançado promovendo os próximos shows da turnê da banda pelo Brasil. Esse cartaz foi divulgado pelo promotor dos shows sem o conhecimento do Dead Kennedys e não foi autorizado.

 

O Dead Kennedys é uma icônica banda americana de punk que é conhecida pelas suas declarações políticas e tem um forte posicionamento anti-fascista e contra a violência, entretanto, a banda sente que não sabe o suficiente a respeito das situações de outros países para se meter na sua política.

 

O pôster lançado recentemente não reflete um posicionamento político do Dead Kennedys. A mensagem básica da banda tem sido, e ainda é, a de pedir para que as pessoas pensem por conta própria, e não dizê-las como pensar”.

 

Essa nota da banda Fake Punk “Dead Kennedys” é uma afronta a nossa inteligência, ao profissionalismo do nosso artista Cristiano Suarez, é uma nota covarde, repugnante digno de pena e revolta.

 

Mas nosso amigo e destemido Cristiano Suarez, em sua página do Facebook se posicionou de forma transparente e profissional sobre toda a polêmica.

 

“Quando esse pôster foi feito, jamais imaginei que iria causar tamanho impacto, e após o resultado, realmente tive consciência como o Brasil está inflamado. Já foram dadas dezenas de explicações sobre esse trabalho, de como relacionei as músicas ao estereótipo do “cidadão de bem” brasileiro, que existe e sempre existiu nesse país - não preciso explicar quem eles são, a arte fala por si. Como já disse, não quis LIMITAR esse trabalho a um político, pois acho que é algo bem mais visceral que está “entranhado” na nossa sociedade há muito tempo e esse perfil não surgiu nas últimas eleições. Eles (os políticos) são apenas um reflexo disso.

 

É importante frisar que esse trabalho não generaliza eleitores de determinado candidato, apesar de ser totalmente contra todas as posições, tenho consciência que grande parte não se encaixa nesse perfil histérico, violento e falsamente nacionalista.

 

Apesar de não concordar, não sei quais motivos os levaram a crer que essa seria a melhor opção. Acredite também, recebi muitas mensagens desses eleitores, que elogiaram a arte e disseram que não os atingia, pois não compactuavam com esse estereótipo de “cidadão de bem” e isso me deixou bastante surpreso.

 

A arte é satírica e não aponta nomes, apenas ironiza esse tal estereótipo, e o interessante é justamente isso, inflamar sem citar nomes, pois é uma enorme carapuça em forma de desenho, que foi usada sem restrições por muita gente. Muitos têm cobrado a arte aqui, e só quero reforçar que não precisa mais relacionar com a banda, o desenho não precisa mais levar o nome dela, porque, na verdade, essa arte se tornou a “grande carapuça”.

 

O mais triste e assustador em tudo isso, é que Cristiano e seus pais que são idosos receberam ameaças da família tradicional brasileira e estão lidando com essa pressão de forma isolada, sem apoio ou suporte da banda “Fake Punk” e de seus produtores no Brasil, tudo isso por um trabalho encomendado, aprovado, pago e postado no site oficial.

 Nossa indignação com a banda “Fake Punk” é muito grande, pois ficou visível o abandono, a indiferença, a omissão e a falta de profissionalismo dos produtores e da própria banda “Fake Punk” com o alagoano.

 

Por tais motivos, colocamos a banda supostamente punk “Dead Kennedys” na categoria de “Fake Punk”, pois parecem com punk, se vestem como punk, simulam atitudes punk, tocam músicas punk, porém, quando precisam se posicionar diante de uma crítica ao sistema ou a família tradicional brasileira, cancelam shows e emitem uma nota fajuta transferindo a culpa para os produtores no Brasil, mas quem fica com a bomba é a parte mais frágil deste episódio triste, o Artista.

 

Mas o Cristiano Suarez é muito profissional e já está dando a volta por cima.


Vida longa aos artistas brasileiros que afrontam e desnudam a farsa midiática contra nossa gente, nossa mulheres, nossos jovens e nossos artistas.

____________________________________________________________________________________________________

Fonte:

- Nota Cristiano Suarez - Instagram -  @cristianossuarez 28/04/2019

- Nota Dead Kennedys , publicado no facebook dia 22 de abril 2019 às 20:16/ Deletada da Timeline

- Imagem - Cristiano Suarez – Artist publicado no facebook - Cartaz 40 Anos Dead Kennedys

- Imagem Ramones - Pixabay Josunshine

- Imagem Punk Festival - Pixabay

- Revisão de texto - João Mota

- Imagem Cristiano Suarez - Arquivo pessoal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Opções : Histórico : Comentários : Donate

Encerrar

Please reload