Jair Bolsonaro: "homofóbico e violento" diz Senador Americano Brad Hoylman

May 4, 2019

No dia 26 de Abril o Senador americano  Brad Hoylman, concluiu sua campanha contra a presença do então "presidente" Jair Bolsonaro no Estado de Nova Iorque, e se opondo democraticamente ao evento de homenagem aos mandatário brasileiro fazendo alegações seríssimas referente presença e a própria  homenagem de  “Personalidade do Ano” de 2019 da Câmara de Comércio do Brasil-EUA no Marriott Marquis.

 

O Senador faz campanhas nas mídias sociais e culminou com uma carta que viralizou nesta semana, a carta destinada ao Marriott e Host Hotels e Resorts solicitando gentilmente o cancelamento do evento.

 

Na carta o Senador Brad Hoylman, chama o "presidente" Bolsonaro de "homofóbico e violento", diante do pedido do Senador, bem como as fortes repercussões nas mídias sociais, vários patrocinadores retiram o patrocínio bem como  Marriott e Host Hotels e Resorts cancelou a reserva do evento. Leia a carta do Senador Brad Hoylman solicitando o cancelamento do macabro evento.    

 

Minha carta ao Marriott e Host Hotels e Resorts pedindo-lhes para cancelar um evento com Homofóbico e Violento  Jair Bolsonaro

 

Mr.Richard E.Marriott

Chairman of the Board

Host Hotels & Resorts

6903 Rockledge Drive, Suite1500

Bethesda, MD 20817

 

Mr. Arne Sorenson

Presidentand Chief Executive Officer

Marriott International,Inc.

10400 Fernwood Road

Bethesda,MD 20817

 

Prezado Chairman Marriottand Mr. Sorenson:

 

Estou escrevendo para vocês como o único senador LGBTQ pelo Estado de Nova York e senador representante de Times Square para pedir que cancelem o jantar de “Personalidade do Ano” da Câmara de Comércio em homenagem ao presidente brasileiro Jair Bolsonaro em 14 de maio de 2019.

 

O presidente Bolsonaro tem um histórico extremamente perturbador de intolerância e misoginia.

 

Entre outras coisas, ele disse uma vez que “seria incapaz de amar um filho homossexual” e que preferiria que seu filho morresse a ser gay. Além disso, o presidente Bolsonaro disse que uma deputada brasileira “não merecia ser estuprada” porque “ela é muito feia”.

 

Dado o registro sórdido de comentários públicos do Presidente Bolsonaro, fico chocado com o fato de que uma empresa do meu distrito organizaria um evento em apoio a ele.

 

Também estou profundamente preocupado com a mensagem que tal evento enviaria para seus funcionários e novaiorquinos em geral, incluindo jovens LGBT, muitos dos quais estão lutando por sua identidade.

 

Outros estabelecimentos da cidade de Nova York, como o Museu de História Natural e o Cipriani Wall Street, recusaram corajosamente a realização deste evento nas últimas semanas por causa dos comentários ultrajantes e inaceitáveis ​​do Presidente Bolsonaro.

 

Insisto que vocês façam o mesmo com firmeza contra a intolerância e cancelem a festa de “Personalidade do Ano” de 2019 da Câmara de Comércio do Brasil-EUA no Marriott Marquis.

 

Eu aprecio muito a sua consideração do meu pedido. Obrigado por sua atenção a este importante assunto. Por favor, ligue para a 212-633-8052 se você gostaria de discutir isso mais adiante.

 

 

Atenciosamente,

 

 

 

 

 

Brad Hoylman

Senador

27º Distrito do Senado

 

Fonte:

 

- The New York State Senate

-  Carta Original em PDF do Senador Brad Hoylman

- Carta publicada em 26 de Abril 2019

- Imagem Senador 

Please reload